Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

5 dicas de como lidar com a frustração – Tonia Casarin

Muitas mães e pais me perguntam sobre o monstrinho da frustração. E já ouvi muitos adultos falarem que as crianças e os jovens de hoje em dia não sabem lidar com ele. Ouço pessoas que trabalham com pessoas da geração Y e que falam que eles não sabem como lidar com a frustração.

Bom, neste post vou dar a você 5 dicas de como lidar com a frustração desde pequeno. Porque teremos que aturar esse monstrinho a vida toda e quanto mais cedo compreendermos, melhor, não é verdade?

Frustração e resiliência andam juntas!

Uma mensagem que esse monstrinho traz é que não somos capazes de controlar tudo. Sendo assim, muitas vezes nos sentimos frustrados. Nosso poder é limitado e o monstrinho da frustração deixa isso bem claro, né?  

Além disso, a frustração também costuma aparecer quando não conseguimos fazer ou executar algo que era importante para nós mesmos. Ou ainda, não conseguir o que queríamos. É bem difícil vermos nossos filhos sentindo-se frustrados. Mas faz parte da vida da nossa e da deles também!

A frustração parece ser uma condição para começar a desenvolver a resiliência. A pesquisadora Angela Duckworth, autora do livro “Garra”, descobriu que a capacidade de completar uma tarefa e cumprir os objetivos em longo prazo é o maior preditor de sucesso. Sim, acredite: superar essa frustração inicial pode proporcionar algo maior que realização acadêmica, envolvimento extracurricular, pontuação dos exames e índice de inteligência (o famoso QI).

E para realizar e manter metas de longo prazo, não há dúvida de que a frustração é uma grande companheira de jornada. Errar e não controlar tudo ao longo do caminho é bem natural. E as crianças precisam entender isso desde pequenas.

As falhas ao longo do caminho são oportunidades para eles se conhecerem mais e entenderem onde podem melhorar. Elas serão capazes de perceber as próprias limitações, como fazer para pedir ajuda, o que podem fazer diferente para chegar a um novo (e melhor) resultado.

Vamos às dicas?

Como lidar com a frustração? 6 dicas para auxiliar seu filho

Veja como as crianças podem superar esse monstrinho:

1. Não tente resolver ou evitar a frustração da criança a qualquer custo

Não temos como evitar as decepções que a criança vai ter ao longo da vida. Por isso, em vez de tentar resolver o problema dela, ensine-a a lidar com a emoção e mostre que ela é capaz de lidar com esse monstrinho e achar suas próprias soluções. Atitudes como impedir que o brinquedo quebre ou dar mais tempo porque ele quer brincar, e não porque é o certo, podem passar a mensagem de que ele não é capaz de lidar com dificuldades.

Ensinar a lidar com as emoções também desenvolve a autoestima e a independência da criança. Afinal, ela se sente bem ao entender que é capaz de resolver os próprios problemas.

2. Valide a emoção de seu filho

Quando você acolhe as emoções, seu filho se sente em um espaço seguro para se abrir, e isso fortalece a relação e a conexão entre vocês. Quer coisa melhor do que saber que pode confiar nos seus pais?

Colocar para a criança que ela pode expor seus sentimentos é fundamental para essa validação. Aceite sua raiva, seu choro, sua revolta ela tem o direito de expressar sua frustração! Mostre que você está ao lado dela. A presença e a conexão são muito poderosas na hora de acolher.

3. Explique tudo de forma clara

Para que seu filho entenda claramente como lidar com a frustração, adapte suas explicações de acordo com a idade dele e tente ajudá-lo a compreender o que a causou. Saber as causas daquela emoção ajuda a criança a entender os gatilhos que a fizeram agir de determinada forma.

4. Coloque limites

Lembre à criança que sentir frustração é normal, mas que não é aceitável morder a amiga porque teve que emprestar o brinquedo para ela, por exemplo. Não se esqueça de aceitar o que ela sente, mas não necessariamente aturar um mau comportamento causado por uma frustração. Ou seja, acolha a frustração, mas coloque limite se ela começar a desrespeitar você. Uma coisa é acolher a emoção, outra é aceitar o comportamento.

Aprender a lidar com a frustração dentro de limites auxilia na disciplina e na compreensão da criança de que o mundo não gira em torno dela. Esse tipo de aprendizado será bem útil na vida adulta – você com certeza conhece aquele adulto que não soube desenvolver essas habilidades.

5. Seja exemplo

O adulto é o modelo que a criança segue. Se você mostra que não sabe lidar com a frustração e se comporta mal quando as coisas não acontecem do jeito que queria ou planejou, seus filhos copiarão o seu comportamento e eles são muito bons em copiar o que a gente faz!

Adultos costumam subestimar a inteligência da criança. Não cometa o mesmo erro. Ela vai observar se você faz aquilo que diz a ela – e, se não fizer vai questionar.

6. Trabalhe a constância, o esforço e a rotina

É importante mostrar às crianças que nem sempre o que queremos acontece, mas que, de qualquer forma, é necessário muito esforço para alcançar seus objetivos. Uma forma de incentivar o esforço é estimular os pequenos a praticarem esporte.

Durante uma prática esportiva, a criança aprende a ter perseverança e autoconfiança, dois antídotos para a frustração. Além disso, ela se expõe a constantes desafios que a farão lidar com esse monstrinho constantemente. Mostre também para ela que há coisas que não controlamos, mas que precisamos aprender a lidar com elas.

Não é tão difícil entender como lidar com a frustração, não é verdade? E essa habilidade pode trazer muitos benefícios ainda na infância. Mas você quer aprender mais sobre esse e outros monstrinhos? Então não deixe de fazer o curso online Emoções em Família, onde aprenderá a lidar melhor com as emoções dos pequenos e desenvolver a inteligência emocional em casa!

af_tonia_cta-10-desconto-medo_900x200px

2 Comentários

  1. Muito. Bom! Concordo. 🤗

Deixe um comentário!

WordPress Image Lightbox Plugin