Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Como ajudar seu filho a enfrentar a ansiedade infantil? – Tonia Casarin

Sentir-se ansioso algo comum em algum momento da vida do ser humano, e as crianças estão sujeitas a isso também. Vários fatores impactam a ansiedade infantil: pode ser por influência do ambiente em que são criados e até mesmo herança biológica.

De acordo com pesquisas, 10% das crianças sofrem com algum transtorno de ansiedade. Parece um número baixo, mas é necessário ficar de olho no comportamento e, principalmente, nos efeitos que esse problema pode causar em seu filho.

Vale ressaltar que nem toda ansiedade infantil é um transtorno. Ela, aliás, é algo normal, mas temos que ficar atentos no momento em que atrapalha ou impossibilita nossos pequenos de fazer algo de seu cotidiano.

Continue a leitura e saiba mais sobre a ansiedade infantil:

Muitas obrigações e pouco tempo para brincar podem levar a ansiedade infantil.

Como surge a ansiedade infantil?

Na fase inicial da vida, é comum esse sentimento aparecer, principalmente pela ansiedade da separação dos entes que lhe dão segurança. Até mesmo “fobias específicas” (medo de animais, palhaços, escuro entre outros) podem evoluir para fobia social ou medo de rejeição. Eventualmente, você vai precisar de um acompanhamento com psicólogo para ajudar você e, principalmente, a criança nesse momento.

A ansiedade infantil é reflexo do comportamento dos pais? Você sabia que a ansiedade do seu filho pode ser uma repetição dos seus atos?

Nossos pequenos esperam ter apoio e segurança dentro de casa, mas nem sempre é o que acontece. Pais fragilizados e/ou ansiosos acabam sendo um espelho para seus filhos. Já ouviu aquela frase de que diz que as crianças são péssimas em fazer o que falamos, mas craques em copiar nossos comportamentos? Então!

Por exemplo, se você pai ou mãe teme que seu filho não se adapte à escola ou que sofra rejeição social, é como se ele sentisse isso por meio do seu modo de agir, o que pode deixá-lo ansioso.

 Como posso ajudar meu filho a superar a ansiedade infantil?

A partir do momento em que você percebeu que seu filho está ansioso, não fique bravo. Esse é o momento de, juntos, superarem uma eventual dificuldade. Você consegue fazer isso quando ajuda-o a lidar com esse sentimento. 

O importante é entender o que o seu filho está vivenciando. Ajudá-lo a enfrentar os monstrinhos que existem dentro dele vai deixá-lo mais capaz de lidar com eles. Aproveite para experimentar técnicas de relaxamento e respiração.

Entenda que a criança pode estar mais confusos do que pensa, e tente mostrar para ela os lados bons e ruins dos monstrinhos que existem dentro de nós. Compartilhe experiências em que os seus monstrinhos apareceram e o que fez para superar essas dificuldades.

A ansiedade infantil pode atingir qualquer um.

A ansiedade é um monstrinho comum em todos nós. Caso esse monstrinho comece a atrapalhar ou impossibilitar os pequenos de fazer algo de seu cotidiano, procure ajuda e mostre ao seu filho que vocês estão juntos nessa jornada do desenvolvimento!

Entendeu como ajudar seu filho a enfrentar o monstrinho da ansiedade infantil? O que você costuma fazer para acalmá-lo? Quer aprender mais sobre o monstrinho da ansiedade e outros monstrinhos comuns dos pequenos? Inscreva-se no curso Emoções em Família

1 Comentário

  1. Meu filho tem pavor de cachorro e é muito ansioso. Essa ansiedade o atrapalha por exemplo em fazer as provas na escola. Será que a ansiedade tem haver com esse medo exagerado de cachorro?

Deixe um comentário!

WordPress Image Lightbox Plugin