Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

7 atividades para a inteligência emocional das crianças

Com o surgimento da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o assunto “inteligência emocional” começou a ser discutido entre os educadores. Isso porque, como já era de se imaginar, a escolha deve trabalhar muito mais do que aquilo que a grade curricular exige.

Mas como colocar todas as suas diretrizes em prática? A melhor forma é implementando atividades para o desenvolvimento da inteligência emocional nas crianças. É uma forma lúdica e divertida de desenvolver competências que vão torná-las adultos mais conscientes e psicologicamente saudáveis.

Se você é educador e deseja trabalhar essas habilidades na turma, veja como colocar em prática atividades para o desenvolvimento da inteligência emocional nas crianças:

7 atividades para o desenvolvimento da inteligência emocional nas crianças

Atividades para o desenvolvimento da inteligência emocional nas crianças

1. Filmes

Assistir a filmes é uma ótima forma de desenvolver a inteligência emocional dos pequenos. Além de sair da prática tradicional de sala de aula, as histórias explicam emoções e sentimentos de forma lúdica, facilitando a compreensão.

Veja alguns exemplos de filmes que trabalham a inteligência emocional:

  • Up! Altas Aventuras: ao mostrar a história da amizade entre uma criança e um idoso, o filme aborda coragem, amor, altruísmo, tristeza, luto e diferentes formas de ver a vida (o otimismo da criança frente ao pessimismo do idoso). Ele também fala sobre esperança e resiliência.
  • Frozen: a aventura das duas princesas aborda bastante sobre a relação entre irmãs. Além disso, mostra o grande poder das emoções: Elsa precisa aprender a controlar seus sentimentos para governar o reino. Ele fala também sobre o amor e o respeito ao próximo. 
  • Divertida Mente: o investimento psicológico em Divertida Mente é enorme. Ele é a película ideal para ensinar crianças e adultos os primeiros passos da Psicologia. As emoções são exemplificadas em monstrinhos que moram na mente da criança. Ela vai aprender mais sobre alegria, raiva, medo, nojinho e até sobre depressão.

2. Música e dança

Música e dança são duas das principais áreas de desenvolvimento para a inteligência socioemocional. Músicas exploram sentidos, trazem memórias, ensinam novas culturas e, associada com a dança,  melhora a comunicação, a expressão e a consciência da criança.

O que você pode trabalhar com a junção de música e dança:

  • desenvolvimento cognitivo;
  • consciência corporal;
  • segurança emocional;
  • socialização;
  • comunicação;
  • expressão.

3. Contação de histórias

Histórias são parte importante nas atividades para o desenvolvimento da inteligência emocional nas crianças. O bom aqui é que, diferentemente dos filmes, que narram por meio de sons e imagens, aqui os pequenos serão obrigados a imaginar cenários e personagens. 

Você pode fazer uma roda de contação de histórias e pedir para que cada criança diga uma fala e até expresse as emoções refletidas. Se um personagem está triste, por exemplo, peça para que a criança faça uma expressão de tristeza. 

No final, pergunte o que elas entenderam da história e como elas acham que os personagens se sentiam em determinada situação.

4. Teatrinho

O teatrinho é um desdobramento da contação de histórias. Você pode interpretar com fantoches e marionetes ou contar com as crianças para atuar. 

Peça a ajuda delas para montar as fantasias com materiais simples, como cartolina, EVA, tesoura, cola e glitter. Atuar é também se expressar, aprender a se comunicar e a se colocar no lugar do outro.

5. Desenho e pintura

Desenhar é se expressar e se comunicar. Crianças, aliás, desenham com muito mais liberdade que os adultos. Elas não estão presas a conceitos de “bonito” ou “feio” -- ao contrário: sentem orgulho do próprio trabalho!

Os pequenos costumam desenhar muito do seu cotidiano: casa, família, escola. Você pode entender muito dos sentimentos por meio de seus desenhos e pinturas. É preciso ter sensibilidade e até conversar com elas caso haja retratos violentos ou tristes.

O desenho pode funcionar como um meio catártico, de alívio de emoções reprimidas.

6. Artesanato

Você viu que no teatrinho podemos pedir às crianças para que ajudem a montar suas próprias fantasias. Esse é um primeiro passo para o artesanato.

Com materiais simples e recicláveis, os pequenos podem criar seus próprios brinquedos. Essa atividade estimula a criatividade e a imaginação da turma. Peça para que eles criem uma história baseada em suas criações.

Uma atividade que mistura o artesanato e o desenho é a colagem. Use revistas, tesoura sem ponta e cola para que as crianças criem quadros com os recortes que acharam mais bonitos. Outros materiais que podem estar nesse trabalho são tecidos e glitter. 

7. Atividades ao ar livre

O contato com a terra, o ar puro e as plantas é libertador! Proporcione às crianças esse momento com a natureza para que elas possam brincar e conhecer a diversidade. 

Crianças que se conectam com a natureza respeitam a diversidade e o meio ambiente desde cedo. Além disso, pode ser um momento de liberdade, de contato com cheiros e texturas diferentes, fora daquilo que elas estão acostumadas.

Gostou das nossas atividades para o desenvolvimento da inteligência emocional nas crianças? Quais delas você costuma implementar em sala de aula? Deixe seu comentário no post!

Nenhum comentário.

Deixe um comentário!

WordPress Image Lightbox Plugin