Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Bullying na minha sala de aula: como devo lidar?

Você conhece alguma criança que já foi vítima de bullying? O dado divulgado pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) 2015 diz que um em cada dez estudantes brasileiros é vítima de bullying. Palavra que é um anglicismo que se refere a atos de intimidação e violência física ou psicológica, geralmente em ambiente escolar.

O bullying é uma agressão verbal ou física que ocorre de forma repetida, de uma criança para a outra, ou de forma coletiva, de um grupo para uma criança.

É importante entender que bullying é coisa séria e não é apenas brincadeira de criança. Para isso, a atenção dos professores e da escola aos sinais de agressão são fundamentais para prevenir e tratar esse comportamento.

 

Mas, como lidar com o bullying?

O primeiro passo importante é o professor descobrir os agressores e as vítimas do bullying. Já que sua intervenção é fundamental para combater o problema.

É muito comum a criança que sofre bullying não conseguir pedir ajuda por medo. Por isso é essencial que os professores fiquem atentos aos possíveis sinais de que a criança esteja sendo agredida. Ela pode se tornar apática, perder a vontade de ir para a escola. Apresentar sintomas de depressão e começar a ter baixo desempenho.

Quando o professor não reconhece a agressão ou se torna omisso ou imparcial ao comportamento, os agressores são fortalecidos, já que não são responsabilizados. E muitas vezes esse ciclo se repete só piorando a situação e o clima dentro da sala de aula.

Existe outra medida interessante onde os educadores podem diminuir questões associadas a vitimização e a agressão. Promover uma atmosfera de apoio e empatia dentro da sala. Incentivar o respeito às diferenças por meio de conversas. Promover atividades que estimulem a cooperação, realizar campanhas de solidariedade e incentivo a paz. Essas são algumas das ações de prevenção que todo professor pode fazer com seus alunos.

Nesse sentido, é preciso estar cada dia mais atento para combater essa prática e ajudar as crianças que sofrem com esses comportamentos. Cabe ao professor garantir um ambiente de respeito e segurança aos alunos para uma atmosfera favorável ao aprendizado.

Desenvolver as emoções é fundamental para que as crianças tenham um melhor desempenho escolar. E isso pode melhorar as relações com as outras crianças. Clique aqui e conheça o E-book Emoções: a base para o seu filho decolar nos estudos.

Acompanhe o nosso Facebook e Instagram e continue desenvolvendo as competências socioemocionais das crianças junto com a gente!

Nenhum comentário.

Deixe um comentário!

WordPress Image Lightbox Plugin