Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Luto na infância: uma fase que precisa ser enfrentada

Em momento de luto, normalmente a família evita a participação das crianças como forma de evitar mais sofrimento. Entretanto, o luto na infância precisa ser vivenciado para que o pequeno possa lidar com suas emoções. Venha entender os motivos!  

O luto na infância é um processo necessário

A perda de um ente querido, sem dúvidas, é um momento doloroso para toda família. Para as crianças, o processo de perda pode ser ainda mais significativo, pois ainda estão em entendimento de como funciona a vida, então dificilmente estarão preparadas para lidar com as perdas. 

Embora algumas famílias poupem as crianças de irem ao velório para evitar mais sofrimento, o luto na infância é necessário para que elas possam aprender a lidar com suas emoções. 

Dor, tristeza, solidão, vazio... todos esses sentimentos precisam vir à tona para que possam ser expressas e administradas. Mesmo sendo tão novinhos para ter que lidar com isso, privá-los do luto para protegê-los pode trazer grandes consequências no futuro. 

Permita que a criança se despeça

O enlutamento é um processo gradual que vai depender de cada um, e isso também vale para as crianças. Mesmo assim, é essencial que a família ou o responsável inicie o processo de superação do luto, preparando tudo que vai acontecer. 

É importante que alguém de confiança acompanhe a criança e explique como funcionará todos os passos da cerimônia. Assim, depois de entender tudo, ela poderá decidir se quer presenciar ou não. 

Caso a criança opte por ir, é ideal uma pessoa menos abalada acompanhe-a, como um professor ou um parente distante. Agora, se ela optar por não ir, uma boa opção é criar um ritual próprio para que ela se despeça. Pode ser uma cerimônia íntima em casa, plantar árvores, escrever uma carta ou acender velas. 

como ajudar a criança a lidar com o luto

Dicas de como ajudar a criança a lidar com o luto 

Resolver o luto na infância não tem grandes complicações, mas não é por isso que seja menos importante conhecer formas de ajudar o pequeno a superar esse processo. Confira abaixo algumas dicas: 

1 - Aceitar a realidade da perda 

Acompanhe a criança na falta do falecido. Quando perdemos alguém, existe uma sensação de vazio. É preciso encarar que essa pessoa não está mais entre vocês ou que ela não voltará. Esse processo de aceitação é necessário para os dois!

2 - Controlar as emoções, incluindo a dor 

Emoções como dor, tristeza e sensação de vazio são normais no enlutamento. A criança sentirá esses sentimentos e terá de aceitá-las. Deve-se conviver com a dor e não reprimi-la, pois esse processo não sendo vivenciado, pode desencadear até mesmo a depressão

3 - Adaptar-se a um meio no qual a pessoa está ausente 

Comece a viver sem a pessoa falecida, mesmo com o vazio. Sabemos que assumir papéis demanda mudança, o que será difícil para vocês. No entanto, essa redefinição é importante para continuar a vida e não deixar o sentimento estancado. 

4 - Adaptar-se emocionalmente e continuar vivendo

Não renuncie o falecido. Guarde as boas lembranças do ser querido no coração, de forma que possa olhar para trás e falar dele sem sofrimento. A criança não irá esquecer da pessoa, e poderá olhar para frente assim como os outros. 

A perda é um sentimento lastimável, mas é preciso seguir em frente e reconstruir a vida de vocês. Apesar de os pequenos serem tão novos para enfrentar a perda, o luto na infância é fundamental para que vivenciem e saibam conviver com as emoções. 

O que achou do conteúdo? Deixe seu comentário!

Nenhum comentário.

Deixe um comentário!

WordPress Image Lightbox Plugin