Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Muito mais que um currículo

Por estar estudando o desenvolvimento de competências sociais e emocionais no Teachers College - Columbia University, venho me deparando com pedidos de desenhos de currículo que contemple essa questão. O que me assusta é que educadores ainda acredita que o desenho do currículo e das atividades irá garantir a aprendizagem dos alunos nessas habilidades para a vida. Não, não vai.

SEL

Baseado em pesquisas teóricas e em escolas e iniciativas que desenvolvem competências sociais e emocionais de forma explícita em seu currículo, uma metodologia de boas práticas para a aplicação da aprendizagem social e emocional (SEL) foi tomando forma na minha cabeça.

As melhores práticas refletem que a implementação do conceito de competências sociais e emocionais é mais do que somente o desenho de um currículo em si.

triangulo.001

Modelo de Implementação de SEL por Tonia Casarin - Copyright

Projetando a experiência

A concepção e o design das experiências por si só  passam por uma maior complexidade para chegar até os alunos e fazê-los aprender. A garantia da aprendizagem dos alunos envolve não somente o envolvimento da escola, como também dos educadores (chamo de educadores toda a equipe escolar), pais e responsáveis, além do desenvolvimento de uma cultura escolar que dê lastro às ações, como na figura acima.

Definir as priorodades

Definir e implementar um currículo de competências sociais e emocionais deve ser compromisso e prioridade para o escola e deve envolver toda a liderança em todos os níveis: administração, professores, coordenação, conselheiros, especialistas e pessoal de apoio. Não somente envolvê-los como parte da cultura de aprendizagem, como também parte da gestão do projeto de implantação.

Estabelecer equipes de liderança responsáveis pelo projeto é condição sine qua non para que a implantação do projeto ocorra de forma interdepartamental e ao mesmo tempo  integrada em todas as esferas da escola. Além disso, designar responsáveis por definir e revisar as metas da implementação do currículo SEL periodicamente (anualmente ou semestralmente, por exemplo) em todo seu âmbito de atuação faz parte de uma execução de projeto de sucesso. Também se faz importante definir um plano da prática de atividades ao longo do tempo que a tornem uma iniciativa sustentável na educação das crianças. Além da implementação e para apoiar a melhoria contínua do currículo de SEL, faz-se necessário um sistema de avaliação e acompanhamento da execução, incluindo a medição do ambiente escolar, o desenvolvimento de habilidades e competências definidas pela escola, além de mensurar o comportamento dos alunos. Isso é gestão e execução.

... a recorrência do currículo de forma tangível, explícita e declarada facilita a compreensão dos conceitos por parte da comunidade escolar.

Rseumindo...

Ou seja, as competências sociais e emocionais devem ser traduzidas em metas gerais da escola, não somente para os alunos, como também metas globais para o projeto e para todos os atores envolvidos, como no desenho acima (Educadores, Pais/Responsáveis e Alunos). Isso inclui usar o programa curricular de forma mais abrangente e integrada possível, não somente em espaços dedicados às atividades de desenvolvimento em si, como também como parte da rotina de desenvolvimento e aprendizagem dos alunos. Vale ressaltar que a equipe de educadores deve conseguir focar seus esforços na implementação desse currículo. Dessa forma, reduzir outros focos para evitar sobrecarregar a equipe e evitar complicar a implementação dele torna-se fator crítico de sucesso.

O reforço das competências escolhidas durante todo o dia integrada a todas as disciplinas e atividades escolares, torna o SEL sua identidade escolar que deve ser traduzida na cultura da escola. Ademais, a recorrência do currículo de forma tangível, explícita e declarada facilita a compreensão dos conceitos por parte da comunidade escolar. Parte fundamental dessa comunidade são os pais e responsáveis, que também devem compreender os conceitos e as habilidades que serão desenvolvidas, de forma a dar suporte ao desenvolvimento das crianças em casa.

E você, ainda acha que o desenvolvimento de competências sociais e emocionais é só o desenho de um currículo?

ctas-ancora_modelo-2

Nenhum comentário.

Deixe um comentário!

WordPress Image Lightbox Plugin