Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Depressão em crianças: veja como identificá-la – Tonia Casarin

A depressão é um estado prolongado de grande tristeza, falta de energia e interesse pela vida. Durante muito tempo não se pensou em sofrimento psicológico associado às crianças, uma vez que a infância seria “a melhor fase da vida”. Porém, a depressão em crianças tem se tornado uma patologia cada vez mais comum.

É perfeitamente normal as crianças se sintam se tristes, infelizes, irritadas ou desencorajadas durante um breve período de tempo. A questão está em identificar se esse "sofrimento" está prolongado demais ou virando uma rotina em casa.

Por isso é importante um olhar especial dos pais e de especialistas para diferenciar a expressão de emoções negativas e a presença de patologias. 

No entanto, você pode sentir dificuldades em separar a tristeza de uma depressão em crianças. Para entender mais sobre o assunto, continue a leitura:

Como identificar depressão em crianças?

Assim como ocorre com os adultos, a depressão em crianças tem se tornado cada vez mais comum. Para superá-la, é preciso identificá-la o mais rápido possível. Veja quais são os sinais:

Os primeiros sintomas aparecem cedo...

Infelizmente, nos Estados Unidos, 75% dos primeiros sintomas de depressão aparecem antes dos 24 anos. Desses, 50% antes dos 14 anos. É assustador perceber que, desde jovens, as pessoas já estão com dificuldades que afetam sua saúde mental.

Essa depressão em crianças é consequência de um mundo agitado, de insegurança e violência, de excesso de estímulos, de pouca atenção dos pais, de poucas horas de sono, e também da nossa pouca capacidade em lidar com esses problemas. 

Quais são os sinais dessa patologia?

Se a depressão tem aparecido cada vez mais cedo, é essencial que as famílias estejam atentas aos sintomas que as crianças podem demonstrar. Abaixo, separamos alguns sinais que podem ajudar você a identificar se seu filho está com depressão:

  • transtornos do sono (tanto a falta quanto o excesso);
  • crescimento e peso não apropriados para a idade;
  • condutas orientadas a machucar a si mesmo;
  • piora no rendimento escolar;
  • mudança de apetite;
  • falta de interesse;
  • choro frequente;
  • automutilação;
  • queixas físicas;
  • irritabilidade;
  • isolamento;
  • tristeza.

É preciso considerar que essas circunstâncias também podem estar associadas a outros problemas ou transtornos. Dessa forma, pode ser difícil para os responsáveis delimitar se é depressão em crianças ou outra questão. O que está claro é que tanto a criança quanto os pais precisam de ajuda profissional. Nesse caso, consulte um psicólogo ou médico.

Entendeu como lidar com a depressão em crianças? Quer saber um pouco mais sobre as emoções e ensinar as crianças a lidarem com elas? Conheça o livro Tenho Monstros na BarrigaAcesse também o nosso Facebook Instagram e fique por dentro das novidades!

1 Comentário

  1. Muito útil e bem escrito esta matéria depressão infantil Parabéns

Deixe um comentário!

WordPress Image Lightbox Plugin