Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Precisamos de pais emocionalmente disponíveis

Qual é a qualidade de tempo que você tem dedicado aos seus filhos?

Rodeados de tecnologia, com exigências profissionais cada vez maiores e com um milhão de afazeres, é difícil encontrar um espaço na agenda para os pais darem atenção aos pequenos.

O problema é que a partir desse contexto surgem diversos dificuldades na relação familiar que podem ser vistas através do aumento agudo e constante de doenças mentais na infância. Nos últimos 15 anos os pesquisadores nos deram estatísticas que estão atingindo proporções epidêmicas:

1 em cada 5 crianças tem problema de saúde mental;
Um aumento de 43% no TDAH foi observado
Um aumento de 37% na depressão adolescente foi observado
Um aumento de 200% na taxa de suicídio foi observado em crianças de 10 a 14 anos.

Claro que não se pode assumir que esses números sejam todos consequência do nosso dia-a-dia atribulado, mas, por que não prestar atenção?

Mas por que isso está acontecendo?

Algumas das causas dessa epidemia são: Pais digitalmente distraídos, sempre focados no celular ou no tablet; pais indulgentes e permissivos, que têm dificuldades de impor limites e fazer tudo para as crianças; crianças que não sabem lidar com a frustração, muitas vezes, por protegermos demais as crianças; não ter mais momentos de atenção, amor e carinho com os membros da família que amamos.
As crianças de hoje estão sendo estimuladas e superdimensionadas com objetos materiais, mas são privadas dos conceitos básicos de uma infância saudável. Atender as necessidades emocionais básicas das crianças como prover uma base estável com previsibilidade, dar autonomia, limites realistas, aceitação e elogio são alguns dos cuidados que os familiares devem garantir para que os pequenos tenham uma infância saudável. Não adianta ficar horas com a criança se a qualidade da relação não é boa. Esteja atento para quando se dedicar à brincadeira com o seu filho, concentrar-se totalmente nele, divertir-se e tentar esquecer o mundo lá fora. E, claro, desligar o celular e a TV! 😉

Que tal fazer uma melhor gestão do seu tempo, definindo prioridades e estabeleça um tempo para estar 100% com as crianças. É essencial ter esse tempo com eles para promover saídas e momentos de descontração em família; desfrutar de atividades em conjunto como fazer o dever de casa ou uma refeição juntos e conversar e entender o mundo interno deles.

O importante é não deixar de se conectar emocionalmente com eles! Sorria, abrace, beije, faça cócegas, leia, dance, pule, brinque e, principalmente, converse com eles!

A atenção é o bem mais precioso que você pode oferecer ao seu pequeno.

Caso precise de uma ajuda, não deixe de fazer o curso online Emoções em Família em que falo sobre a qualidade da relação familiar, como lidar com as emoções e ainda dou 50 atividades para você trabalhar com os pequenos e promover um ambiente emocionalmente saudável em família. Saiba mais aqui -> Curso Emoções em Família

Nenhum comentário.

Deixe um comentário!

WordPress Image Lightbox Plugin