Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Cadastre seu e-mail para fazer o download:

X FECHAR

Usando a literatura infantil para promover a alfabetização socioemocional

Quem convive com crianças sabe que as emoções estão sempre presentes na vida delas. Isto pode ser observado no prazer das brincadeiras, na raiva ao encarar uma tarefa desagradável, no orgulho das conquistas e na dificuldade de separação. Crianças pequenas precisam aprender a lidar com emoções para encarar situações do dia a dia.

A habilidade de monitorar e regular as emoções é um pré-requisito para a competência social. Ao resolver um conflito, a criança precisa identificar e compreender o que sente para conseguir se comunicar e se colocar no lugar do outro. Portanto, o desenvolvimento emocional e social são fenômenos interdependentes e fundamentais para o amadurecimento.

Crianças precisam de bastante oportunidades para desenvolver as competências socioemocionais na infância. A literatura infantil é uma ótima ferramenta para ajudar os pequenos neste processo. Todos sabem da importância das histórias e dos livros infantis para a alfabetização e o letramento. Entretanto, é essencial que os momentos de leitura e contação de histórias também sejam usados para promover a alfabetização socioemocional.

Livros podem oferecer um contexto relevante para se trabalhar a empatia, a tolerância, as amizades e a resolução de conflitos. Ao compartilhar histórias com crianças, você poderá ajudá-las a desenvolver uma maior consciência sobre as suas emoções e sensibilidade para os sentimentos dos outros. Além disso, livros de boa qualidade promovem comportamentos empáticos e fomentam o desenvolvimento moral.

Através da literatura infantil, pais e professores podem ajudar as crianças a encararem emoções fortes de forma positiva, promovendo assim a resiliência e o autocontrole. Histórias envolventes validam os sentimentos dos leitores e os convidam para refletir sobre questões sentimentais. Ao se identificar com um personagem, a criança poderá aprender com ele e enxergar soluções para os seus problemas. Através disso, ela também estará fortalecendo a sua percepção e compreensão social.

Sendo assim, é fundamental que o valor socioemocional da literatura infantil seja sempre considerado. Uma boa história seguida de uma discussão pode criar a oportunidade perfeita para a criança explorar emoções e situações sociais que refletem as suas experiências de vida.

E você, já tentou utilizar a literatura para promover a alfabetização emocional?

 

2 Comentários

  1. Boa tarde, gostaria de sugestões de livros obrigado
    • Olá, Renata! Os livros "Tenho Monstros na Barriga" e "Tenho Mais Monstros na Barriga" são indicados para crianças de 3 a 12 anos, e ajudam a trabalhar a educação emocional desde pequenos, junto com a alfabetização.

Deixe um comentário!

WordPress Image Lightbox Plugin