Andrew Sokatch, Diretor de Pesquisa do CharacterLab fala sobre sua ​​preocupação em relação à educação dos jovens de hoje . Ainda que considere os resultados dos testes importante, essas matérias por si só não cumprem a tarefa de integralmente educar as crianças. Ele argumenta que as competências não-cognitivas podem e devem ser ensinadas nas escolas. Portanto, persistência, auto-controle, coragem e humor, por exemplo, poderiam fazer parte do currículo escolar.

Andrew atuou como diretor-fundador de pesquisa e avaliação no TNTP (The New Teacher Project) , e , mais recentemente, foi vice- presidente de pesquisa da Teach For America, onde seu trabalho se concentrou em identificar fatores relacionados à eficácia dos professores. Ele tem um PhD em política social e bem-estar das crianças e já deu aulas no Ensino Fundamental e Médio, além de aulas para universitários e alunos de pós-graduação.

Ele defende que essas competências comportamentais são críticas na vida de qualquer indivíduo, seja para o sucesso no emprego, em suas relações sociais e como cidadão. Claro que eu concordo com ele!

Veja um pouco sobre o que pensa Andrew Sokatch, nesta palestra que ele deu em um evento do TEDx, o TEDxManhattanBeach.