A educação socioemocional dos adultos – Tonia Casarin

É difícil imaginar que um professor ou professora possa ajudar seus alunos a desenvolverem certas competências se não tiver disposição para servir de exemplo e isso inclui a educação socioemocional.

Acredito de verdade que isso também aconteça com as competências socioemocionais que estão sendo ensinadas nas escolas. Os adultos que são atores no processo educacional delas são, em sua maioria, negligenciados no que se refere ao desenvolvimento de sua própria educação socioemocional.

É bem verdade que muitos pais, educadores e nós, professores, não fomos ensinados sobre as competências que fazem parte da cesta de habilidades da inteligência emocional e social. Sabemos que as crianças não fazem o que falamos, mas elas são craques em copiar nossos comportamentos, seja em casa, seja na escola.

Portanto, queria propor que nós, professores, possamos trabalhar nossa educação socioemocional. E para isso, proponho 3 passos para um 2º semestre incrível. Vou escrever uma sequência de 3 posts dando os 3 passos a serem seguidos. 

Vamos ao primeiro?

Como melhorar a educação socioemocional dos adultos?

Veja o primeiro passo para melhorar sua educação socioemocional e, como consequência, a das crianças:

Desenvolva seu autoconhecimento

O autoconhecimento é o primeiro passo para desenvolver a educação socioemocional. Conhecer-se e saber quem somos parece óbvio, mas nem sempre é fácil. Até porque, mudamos ao longo da vida. Sem contar que fazer uma autoanálise parece simples, mas é difícil termos ciência de nossos defeitos e qualidades.

Mas como podemos desenvolver esse autoconhecimento?

Proponho que selecione seus valores. O que é importante para você na vida? Faça uma lista de tudo o que você acha importante e escolha os 5 principais. Vou dar algumas sugestões:

  • desenvolvimento;
  • produtividade;
  • integridade;
  • conhecimento;
  • honestidade;
  • integridade;
  • liberdade;
  • humildade;
  • alegria;
  • dinheiro;
  • ética,  
  • paixão;
  • saúde,
  • paz.

O difícil desse exercício é escolher somente os 5 valores que mais são essenciais. Na verdade, todos eles são importantes, mas para você, quais são os 5 que não podem faltar no dia a dia? O que é impossível imaginar viver sem?

Lembre-se de que essa lista é apenas para ajudar; se tiver outros, coloque. Você pode começar marcando os 20 valores que acha mais importantes. Depois, corte 10 deles, elimine, de forma que você fique com 10 deles. Esse é um processo de priorização até chegar aos 5 que são mais importantes para você nesse momento.

Tome o tempo que for necessário, não tenha pressa. É um processo difícil mesmo, mas essa reflexão faz parte do autoconhecimento.

Pronto para começar o processo de educação socioemocional? Tem mais alguma sugestão para o autoconhecimento? Deixe seu comentário no post!

Posts relacionados

Profissionais

O Futuro é Plural

O Vale do Silício é frequentemente citado como “a capital mundial da tecnologia”, um lugar que é símbolo do futuro e da inovação. Em grande parte, é daqui que surgem as maiores disrupções da tecnologia

Leia mais...