É com imensa felicidade que compartilho com vocês que fui a vencedora do Desafio Global de Impacto promovido pela Singularity University 2017 com meu projeto de educação socioemocional.

A Singularity University desenvolveu diversas edições bem sucedidas do “Global Impact Challenge” desde 2010 em diversos países ao redor do mundo. Até hoje, a Singularity University já promoveu 94 Challenges em 38 países, premiando 121 projetos. Essa é a primeira vez que ele aconteceu no Brasil. 

A proposta é selecionar projetos e empreendedores que tenham potencial de impactar positivamente até 1 bilhão de pessoas em 10 anos. Como histórico do desafio, muitos dos projetos ganhadores foram desenvolvidos no programa da universidade americana e tornaram-se startups de sucesso, com inovações e benefícios para milhares de pessoas, como um exame de baixo custo para detecção de alguns tipos de câncer.

Nesta edição do desafio, o tema foi ‘Educação para o Século XXI’, com quatro eixos: Acesso à Educação (ensino à distância com ou sem o uso de tecnologia); Educação para Habilidades Socioemocionais (criatividade, empatia, resolução de problemas, empreendedorismo etc.); Educação Baseada em Projeto (PBL, gamificada, transdisciplinar etc.) e Educação para o Meio Ambiente.

“Os motivos que nos levaram a selecionar a Tonia foram a sua experiência com educação, área de seu projeto, seu foco e paixão por sua proposta, que mostra determinação para enfrentar os desafios que terá de enfrentar para realizá-lo, e finalmente por ter mapeado toda a cadeia de parceiros que precisará envolver para atingir seus objetivo.”

– Manny Orellana, Diretor de Operações do Global Solutions Program da Singularity University e membro do júri

O meu projeto vencedor é de qualificação socioemocional para professores, para que tenham possibilidade de lecionar ancorados em um modelo mais compatível com a realidade atual, em que a educação abre espaço para a capacidade crítica, inovação, empatia, ética, compaixão e colaboração.  A partir de uma plataforma, em que o acesso poderá ser tanto do celular quanto do computador, os educadores da Educação Básica ao Ensino Superior serão capacitados para preparar emocionalmente crianças e jovens, ajudando-as a transformar seu potencial e competências. Umas das ações é disponibilizar atividades que poderão ser aplicadas em sala de aula. Além disso, a plataforma terá uma comunidade que será essencial para os professores trocarem experiência. O objetivo é que os alunos aprendam a controlar emoções, lidar com os obstáculos, alcançar seus objetivos e conquistar o sucesso.  

Há várias pesquisas que mostram a importância das habilidades socioemocionais, entretanto, é necessário que os professores, agentes fundamentais de mudança na sociedade, sejam capacitados para colocar em prática.

Tenho certeza de que será uma oportunidade única, com a qual espero me envolver completamente para executar este projeto, ou outro que possa surgir a partir da experiência na Singularity, sempre visando a avançar na questão da educação de competências socioemocionais. Esta é minha meta e eu não tenho plano B.

Agora, passo 3 meses (de Junho a Agosto) no Singularity University Global Solutions Program (GSP), curso avaliado em 30 mil dólares que acontece na sede da Singularity University, dentro do centro de pesquisas da NASA – National Aeronautics and Space Administration, no Vale do Silício, desenvolvendo o meu projeto.🚀 Aproveito para agradecer ao Google, que vai me patrocinar por lá! 

Se quiser saber mais da minha jornada no Vale do Silício, basta dar um follow no Medium .